jusbrasil.com.br
17 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Superior do Trabalho TST: ARR XXXXX-28.2008.5.03.0102

Tribunal Superior do Trabalho
há 6 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

8ª Turma

Publicação

Julgamento

Relator

Márcio Eurico Vitral Amaro

Documentos anexos

Inteiro TeorTST__465002820085030102_e1f0d.pdf
Inteiro TeorTST__465002820085030102_263bc.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

I - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA DO 1º RECLAMADO - PRELIMINAR DE CERCEAMENTO DO DIREITO DE DEFESA. INDEFERIMENTO DA OITIVA DE TESTEMUNHAS. ART. 896, C, DA CLT - EXERCÍCIO DE CARGO DE CONFIANÇA. CONFIGURAÇÃO. ART. 896, A E C, DA CLT E SÚMULAS 23 E 296, I, DO TST. Nega-se provimento ao agravo de instrumento que não logra desconstituir os fundamentos do despacho que denegou seguimento ao recurso de revista. Agravo de instrumento a que se nega provimento.
II - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA DO RECLAMANTE - ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. TEMPO DE EXPOSIÇÃO. Constatada contrariedade à Súmula 364 do TST, merece provimento o agravo de instrumento para determinar o processamento do recurso de revista. Agravo de instrumento conhecido e provido.
III - RECURSO DE REVISTA DO RECLAMANTE - ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. TEMPO DE EXPOSIÇÃO. O entendimento de que o contato com inflamáveis dava-se por tempo extremamente reduzido (em média, 15 minutos por abastecimento, duas vezes por semana por equipamento, ou mesmo duas vezes por mês para o abastecimento dos equipamentos - sem limitação quantitativa do número de equipamentos indicada na circunstância anterior), não pode ser enquadrado como tal. Isto porque o interstício delineado pelo Regional é suficiente para colocar o trabalhador em condições de vulnerabilidade, em caso de sinistro . Recurso de revista conhecido e provido. ESTABILIDADE PROVISÓRIA. ACIDENTE DE TRABALHO. CONCESSÃO DE AUXÍLIO-DOENÇA ACIDENTÁRIO. DESNECESSIDADE. No caso dos autos, foi confirmada a ocorrência de acidente de trabalho típico e o afastamento do empregado por mais de 15 dias não é fato controverso, mas o trabalhador recebeu auxílio-doença comum (e não auxílio-doença acidentário). Ao contrário do entendimento regional, a jurisprudência desta Corte firmou entendimento de que a concessão de auxílio-doença acidentário não é imprescindível para o reconhecimento da estabilidade provisória. Recurso de revista conhecido e provido.
Disponível em: https://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/373610138/arr-465002820085030102

Informações relacionadas

Tribunal Superior do Trabalho
Súmulahá 53 anos

Súmula n. 364 do TST

Escola Brasileira de Direito, Professor
Modeloshá 4 anos

Modelo de Recurso de Revista, conforme a Reforma Trabalhista

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR XXXXX-58.2015.5.09.0005

Érico Olivieri, Advogado
Modeloshá 2 anos

[Modelo] Direito/Processo do trabalho - Recurso de Revista

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 11 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - EMBARGOS DECLARATORIOS RECURSO DE REVISTA: E-ED-RR XXXXX-79.2006.5.02.0462 XXXXX-79.2006.5.02.0462