jusbrasil.com.br
19 de Janeiro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Superior do Trabalho TST - EMBARGO EM RECURSO DE REVISTA : E-RR 1083-43.2013.5.15.0005 - Inteiro Teor

Tribunal Superior do Trabalho
há 5 anos
Detalhes da Jurisprudência
Publicação
DEJT 07/12/2015
Relator
João Oreste Dalazen
Documentos anexos
Inteiro TeorTST_E-RR_10834320135150005_62478.pdf
Inteiro TeorTST_E-RR_10834320135150005_48d1c.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Inteiro Teor

0105000002000000180000004d73786d6c322e534158584d4c5265616465722e362e3000000000000000000000060000d0cf11e0a1b11ae1000000000000000000000000000000003e000300feff090006000000000000000000000001000000010000000000000000100000feffffff00000000feffffff0000000000000000fffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffdfffffffeffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff52006f006f007400200045006e00740072007900000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000016000500ffffffffffffffffffffffff0c6ad98892f1d411a65f0040963251e5000000000000000000000000f0f30a046653cf01feffffff00000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000ffffffffffffffffffffffff0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000ffffffffffffffffffffffff0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000ffffffffffffffffffffffff0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000105000000000000Embargante:EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS - ECT

Advogado :Dr. Luciana Santos de Oliveira

Embargado :LUIZ CARLOS DA SILVA

Advogado :Dr. Marcos Barcelos

JOD/ros/fv

D E C I S Ã O

A Eg. Quarta Turma, mediante o v. acórdão de fls. 505/529 da visualização eletrônica, conheceu do recurso de revista interposto pelo Reclamante no tocante ao tema -extinção do plano de carreira, cargos e salários - PCCS/1995 - validade do PCCS/2008 - adesão tácita-, por contrariedade à Súmula nº 51, I, do TST. No mérito, deu provimento ao recurso para -determinar que a Vara do Trabalho de origem, ao apreciar a pretensão à concessão das progressões por antiguidade, à luz da Súmula nº 452 do TST, conforme consignado no item anterior, não se limite ao período anterior à implementação do Plano de Carreiras, Cargos e Salários de 2008, visto que plenamente vigente o PCCS/1995 no tocante ao contrato de trabalho do Reclamante-.

Decidiu sob o entendimento assim ementado:

-EXTINÇÃO DO PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS - PCCS/1995. VALIDADE DO PCCS/2008. ADESÃO TÁCITA

1. A implantação de novo Plano de Carreira, Cargos e Salários não enseja a extinção do PCCS anterior, porquanto tal regulamento continua a reger os contratos de trabalho firmados em sua vigência. Incidência da Súmula nº 51, I, do TST.

2. Faculta-se, contudo, ao empregado admitido em período anterior ao novo Plano de Carreira, Cargos e Salários optar pelo novo regulamento, desde que a adesão ocorra de forma expressa.

3. Recurso de revista do Reclamante de que se conhece e a

que se dá provimento, no aspecto.- (fls. 506/507)

A Reclamada interpõe embargos (fls. 530/596), sob a égide da Lei 13.015/2014. Aponta contrariedade à Súmula nº 393 do TST e transcreve aresto para o cotejo de teses.

Satisfeitos os pressupostos extrínsecos de admissibilidade dos embargos.

Na espécie, diviso a configuração de divergência jurisprudencial.

A Eg. Quarta Turma entendeu que a ausência de oposição do Reclamante à aplicação do PCCS/2008 dentro do prazo estipulado pela ECT não configura a sua adesão tácita ao novo regulamento, não resultando, assim, afastada a vigência do PCCS/1995 em relação a empregados admitidos sob sua égide e que a ele não renunciaram expressamente.

O aresto oriundo da Eg. Quinta Turma, transcrito às fls. 1.268/1.271, ao contrário do entendimento perfilhado pela Eg. Quarta Turma, assenta, em síntese, que a ausência de manifestação ao enquadramento no PCCS/2008 acarreta a adesão tácita do empregado a novo regulamento.

Ante o exposto, admito os embargos, nos termos do § 1º do art. 2º da Instrução Normativa nº 35/2012 do TST.

Intime-se o Embargado para apresentar impugnação, querendo.

Publique-se.

Brasília, 01 de dezembro de 2015.

Firmado por assinatura digital (MP 2.200-2/2001)

JOÃO ORESTE DALAZEN

Ministro Presidente da 4ª Turma


fls.


Disponível em: https://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/266869114/embargo-em-recurso-de-revista-e-rr-10834320135150005/inteiro-teor-266869139