jusbrasil.com.br
7 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR 20565-14.2013.5.04.0221 - Inteiro Teor

Tribunal Superior do Trabalho
há 7 anos

Detalhes da Jurisprudência

Publicação

DEJT 17/06/2015

Relator

Maria de Assis Calsing

Documentos anexos

Inteiro TeorTST_RR_205651420135040221_b4a7f.pdf
Inteiro TeorTST_RR_205651420135040221_f3860.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Inteiro Teor

0105000002000000180000004d73786d6c322e534158584d4c5265616465722e362e3000000000000000000000060000d0cf11e0a1b11ae1000000000000000000000000000000003e000300feff090006000000000000000000000001000000010000000000000000100000feffffff00000000feffffff0000000000000000fffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffdfffffffeffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff52006f006f007400200045006e00740072007900000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000016000500ffffffffffffffffffffffff0c6ad98892f1d411a65f0040963251e5000000000000000000000000f0f30a046653cf01feffffff00000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000ffffffffffffffffffffffff0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000ffffffffffffffffffffffff0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000ffffffffffffffffffffffff0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000105000000000000Recorrente:COMERCIAL BUFFON COMBUSTÍVEIS E TRANSPORTES LTDA.

Advogado :Dr. Marcelo Nedel Scalzilli

Recorrido :ALEXANDRE ARNDT

Advogada :Dra. Sílvia Regina Fernandes

D E C I S Ã O

Trata-se de recurso de revista interposto pela Reclamada, sob a égide da Lei n.º 13.015/2014, em face de acórdão prolatado pelo Eg. TRT da 4.ª Região no que tange ao tema -HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. REQUISITOS. CREDENCIAL SINDICAL-.

Anoto, inicialmente, que o recurso de revista satisfaz o pressuposto extrínseco de admissibilidade concernente à tempestividade.

É cediço que, após a Lei n.º 13.015/2014, o Ministro Relator no Tribunal Superior do Trabalho, de ofício ou mediante provocação, monocraticamente, poderá decidir pela suscitação de Incidente de Uniformização de Jurisprudência, na hipótese do art. 896, § 4.º, da CLT (redação dada pela Lei n.º 13.015, de 2014).

Reza ainda o § 3.º do art. 896 da CLT que -os Tribunais Regionais do Trabalho procederão, obrigatoriamente, à uniformização de sua jurisprudência-.

Na espécie, o acórdão recorrido, proferido pela 6.ª Turma do Tribunal de origem, abraça tese no sentido de não ser necessária a assistência sindical para o deferimento dos honorários advocatícios.

Constato, todavia, que, sobre a questão em debate -HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. REQUISITOS. CREDENCIAL SINDICAL-, o Ministro José Roberto Freire Pimenta, na qualidade de relator do Processo n.º TST- RR-29-18.2013.5.04.0015, determinou a devolução do respectivo processo e a suscitação de Incidente de Uniformização de Jurisprudência no âmbito do Regional, na forma do art. 896, § 4.º, do CPC (redação dada pela Lei nº 13.015, de 2014).

A mencionada decisão monocrática foi comunicada pelo Exmo. Ministro Presidente do TST aos demais Ministros da Corte.

O presente recurso de revista aborda idêntica questão, a qual ainda não está pacificada no âmbito do Tribunal prolator da decisão recorrida, pois existentes decisões atuais e conflitantes sobre o tema em apreço, conforme reconhecido na supracitada decisão monocrática.

Assim, em atenção ao princípio constitucional da isonomia e em observância aos arts. 1.º e 2.º da Instrução Normativa n.º 37/2015 do TST, aprovada pela Resolução n.º 195, de 2 de março de 2015, impõe-se que se tome idêntica decisão no presente processo no sentido da devolução do processo para suscitação de Incidente de Uniformização de Jurisprudência.

Ante o exposto, determino:

a) o sobrestamento do julgamento do presente recurso de revista;

b) a imediata devolução dos autos ao Tribunal Regional do Trabalho da 4.ª Região a fim de que proceda à uniformização da jurisprudência local no que tange ao tema: -HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. REQUISITOS. CREDENCIAL SINDICAL-, também no tocante ao presente processo, a saber: Processo nº RR-20565-14.2013.5.04.0221, Recorrente: COMERCIAL BUFFON COMBUSTÍVEIS E TRANSPORTES LTDA. e Recorrido (s): ALEXANDRE ARNDT.

c) que após a decisão uniformizadora do Tribunal -a quo- seja novamente submetida a questão jurídica ao órgão fracionário prolator da decisão ora recorrida para virtual rejulgamento da matéria de mérito;

Expeça-se ofício ao Exmo. Sr. Presidente do Tribunal Superior do Trabalho e ao Exmo. Sr. Presidente da Comissão de Jurisprudência e de Precedentes Normativos desta Corte, comunicando o teor da presente decisão, para as providências cabíveis.

Publique-se.

Brasília, 17 de junho de 2015.

Firmado por assinatura digital (MP 2.200-2/2001)

Maria de Assis Calsing

Ministra Relatora


fls.


Disponível em: https://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/199992766/recurso-de-revista-rr-205651420135040221/inteiro-teor-199992788