jusbrasil.com.br
5 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR 160-94.2014.5.09.0022

Tribunal Superior do Trabalho
há 4 meses

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

7ª Turma

Publicação

25/02/2022

Julgamento

16 de Fevereiro de 2022

Relator

Renato De Lacerda Paiva

Documentos anexos

Inteiro TeorTST_RR_1609420145090022_754f2.pdf
Inteiro TeorTST_RR_1609420145090022_66ae1.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

RECURSO DE REVISTA DA RECLAMADA. ACÓRDÃO PUBLICADO APÓS A LEI Nº 13.015/2014 E ANTES DA LEI Nº 13.105/2015. TRABALHADOR AVULSO - PRESCRIÇÃO BIENAL - INÍCIO DA CONTAGEM DO PRAZO (violação aos artigos , II, e , XXIX e XXXIV, da CF/88, e divergência jurisprudencial). A jurisprudência desta Corte pacificou o entendimento de que, após o cancelamento da Orientação Jurisprudencial nº 384 da SBDI-1, aplica-se a prescrição quinquenal ao trabalhador avulso portuário, em igualdade de condições ao trabalhador com vínculo de emprego regido pela CLT, nos termos do artigo , XXXIV, da CF/88. Neste caso, a contagem da prescrição bienal tem início a partir do cancelamento do registro do trabalhador avulso no Órgão Gestor de Mão de Obra - OGMO, e não da cessação do trabalho para cada tomador de serviços. Precedentes. Recurso de revista não conhecido. TRABALHADOR AVULSO - VALE TRANSPORTE (violação ao artigo , do Decreto nº 95.247/87, 7º, XXXIV, da CF/88, 1º da Lei nº 7.418/85, e divergência jurisprudencial). Nos termos da jurisprudência firmada no âmbito desta Corte Superior, é reconhecido ao trabalhador portuário avulso o direito ao vale-transporte, recaindo sobre o empregador o ônus de comprovar o fornecimento ou a ausência de necessidade do benefício. Precedentes. Recurso de revista não conhecido. RECURSO DE REVISTA DO RECLAMANTE. ACÓRDÃO PUBLICADO APÓS A LEI Nº 13.015/2014 E ANTES DA LEI Nº 13.105/2015. TRABALHADOR AVULSO - INTERVALO INTERJORNADAS. TRABALHADOR AVULSO - INTERVALO ENTREJORNADAS. INTERVALO INTRAJORNADA NO INÍCIO OU FINAL. SISTEMA DE "TRAVA". AUSÊNCIA DE TRANSCRIÇÃO DOS TRECHOS DA DECISÃO RECORRIDA QUE CONSUBSTANCIA O PREQUESTIONAMENTO DA CONTROVÉRSIA . Nos termos do art. 896, § 1º-A, I, da CLT, "Sob pena de não conhecimento, é ônus da parte:

I - indicar o trecho da decisão recorrida que consubstancia o prequestionamento da controvérsia objeto do recurso de revista."A ausência de transcrição, ou a transcrição parcial e deficiente, dos trechos do acórdão recorrido que consubstanciam o prequestionamento da controvérsia, não observa o requisito formal de admissibilidade referido no artigo 896, § 1º-A, inciso I, da CLT. Recurso de revista não conhecido.
Disponível em: https://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1395466598/recurso-de-revista-rr-1609420145090022

Informações relacionadas

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Jurisprudênciahá 10 meses

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região TRT-4 - Recurso Ordinário Trabalhista: ROT 002XXXX-55.2021.5.04.0611

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região
Jurisprudênciahá 9 meses

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região TRT-1 - Recurso Ordinário Trabalhista: RO 01015234420175010022 RJ

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Jurisprudênciaano passado

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região TRT-4 - Recurso Ordinário Trabalhista: ROT 002XXXX-15.2016.5.04.0021

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciaano passado

Tribunal Superior do Trabalho TST: Ag 283-09.2013.5.04.0009

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 4 meses

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC 500XXXX-90.2018.8.13.0439 MG