jusbrasil.com.br
23 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR 1000215-55.2020.5.02.0008

Tribunal Superior do Trabalho
há 5 meses
Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
8ª Turma
Publicação
17/12/2021
Julgamento
15 de Dezembro de 2021
Relator
Delaide Alves Miranda Arantes
Documentos anexos
Inteiro TeorTST_AIRR_10002155520205020008_6b11b.pdf
Inteiro TeorTST_AIRR_10002155520205020008_3035f.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA DA RECLAMADA INTERPOSTO NA VIGÊNCIA DA LEI 13.467/2017. EXECUÇÃO. EMBARGOS DE TERCEIROS. ILEGITIMIDADE DA PARTE. INEXISTÊNCIA DE PROVA DA HOMOLOGAÇÃO DA PARTILHA. INEXISTÊNCIA DE PROVA DO BEM DE FAMÍLIA. MATÉRIA FÁTICA.

O Tribunal Regional consignou que não há partilha homologada e reputou que a homologação da partilha tem sido maliciosamente obstada pelo sócio-executado na demanda principal. Assim sendo, a metade do imóvel penhorado é de titularidade de sócio-executado e a outra metade continua a pertencer ao espólio da falecida esposa. Em conclusão, "não tendo havido partilha dos bens na ação de inventário e sendo o imóvel 50% de titularidade do sócio-executado e 50% do espólio de sua falecida esposa, consequentemente a embargante não é legítima titular de 25% do imóvel penhorado como alega, detendo apenas mera expectativa de direito quanto à partilha de 50% do bem. Logo, não detém legitimidade ativa para ajuizar a presente ação de embargos de terceiro". A revisão do entendimento adotado pelo Tribunal Regional, no sentido de reconhecer a homologação da partilha, a transmissão da propriedade do bem para a agravante por herança e a existência de bem de família envolve o revolvimento fático probatório, o que encontra óbice na Súmula 126 do TST. Além disso, a controvérsia, no particular, foi dirimida pela análise de legislação infraconstitucional, quais sejam o art. 129 e 796 do Código Civil e da Lei 8.009/90. Assim, eventual ofensa aos dispositivos constitucionais apontados, se existente, seria apenas reflexa, o que não atende ao disposto no art. 896, § 2.º, da CLT e na Súmula 266 do TST . Agravo de instrumento não provido.
Disponível em: https://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1344944280/agravo-de-instrumento-em-recurso-de-revista-airr-10002155520205020008

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - PROCESSO CÍVEL E DO TRABALHO - Recursos - Agravos - Agravo de Instrumento: AI 0060198-21.2019.8.16.0000 PR 0060198-21.2019.8.16.0000 (Acórdão)

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR 9952000-22.2005.5.09.0008

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp 2021867 MS 2021/0354847-0