jusbrasil.com.br
1 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Superior do Trabalho TST: Ag 77200-91.2009.5.15.0142

Tribunal Superior do Trabalho
há 7 meses

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

Subseção I Especializada em Dissídios Individuais

Publicação

03/12/2021

Julgamento

25 de Novembro de 2021

Relator

Alexandre Luiz Ramos

Documentos anexos

Inteiro TeorTST__772009120095150142_1ead3.pdf
Inteiro TeorTST__772009120095150142_7c9e9.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

AGRAVO EM EMBARGOS EM EMBARGOS DE DECLARAÇÃO EM RECURSO DE REVISTA COM AGRAVO. ADICIONAL DE TRANSFERÊNCIA. PROVISORIEDADE. INESPECIFICIDADE DO ARESTO. SÚMULA 296, I, DO TST .

No presente caso, a Eg. 6ª Turma deu provimento ao recurso de revista interposto pelo Reclamante para condenar o Banco Agravante ao pagamento de adicional de transferência, no período de abril de 2008 até a data da dispensa. Consignou que o Autor, no período de 10 anos, foi transferido quatro vezes, com permanência em média de dois anos e meio em cada local, sendo que a última transferência deu-se para a cidade onde ocorreu a dissolução do contrato. Considerou, por conseguinte, que as transferências revestiram-se de caráter provisório. Com efeito, o julgado trazido não alcança viabilidade por dissenso pretoriano, pois não aborda a mesma realidade fática delineada nos presentes autos. Note-se que no paradigma a exclusão do adicional de transferência teve como fundamento o seu caráter definitivo, haja vista que extrapolou o limite de dois anos e encerrou-se com o rompimento do vínculo empregatício. No caso vertente, como já relatado, em um período de dez anos houve quatro transferências, com permanência de dois anos em meio, em média, em cada localidade, sendo que na última cidade (no período compreendido entre abril/2008 e agosto2008), encerrou-se o contrato de trabalho. A divergência jurisprudencial, hábil a impulsionar o recurso de embargos, nos termos do artigo 894, II, da CLT, exige que os arestos postos a cotejo reúnam as mesmas premissas de fato e de direito ostentadas no caso concreto. Assim, a existência de circunstância diversa tornam inespecíficos os julgados, na recomendação das Súmulas 296, I, e 23, ambas do TST. Por outro lado, não se vislumbra a suscitada contrariedade à OJ 113 da SBDI-1, visto que a decisão Turmária registrou, diante do quadro fático delineado, a provisoriedade das transferências. Agravo conhecido e não provido.
Disponível em: https://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1332518355/ag-772009120095150142

Informações relacionadas

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 6 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST: RRAg 362-82.2015.5.09.0007

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 6 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST: ARR 83900-16.2008.5.15.0111

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 7 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST - EMBARGOS DECLARATORIOS: ED 551-59.2012.5.09.0009

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 7 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR 761-12.2018.5.09.0006

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 7 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST: Ag 1651-81.2017.5.09.0653