jusbrasil.com.br
1 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO ORDINARIO TRABALHISTA: RO 100XXXX-20.2016.5.02.0000

Tribunal Superior do Trabalho
há 9 meses

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

Subseção II Especializada em Dissídios Individuais

Publicação

01/10/2021

Julgamento

28 de Setembro de 2021

Relator

Renato De Lacerda Paiva

Documentos anexos

Inteiro TeorTST_RO_10030412020165020000_b10cb.pdf
Inteiro TeorTST_RO_10030412020165020000_fe189.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

RECURSO ORDINÁRIO INTERPOSTO PELO AUTOR. AÇÃO RESCISÓRIA NA VIGÊNCIA DO CPC/15 - INDICAÇÃO DE DECISÃO RESCINDENDA QUE EXTINGUIU A AÇÃO RESCISÓRIA ANTERIOR SEM RESOLUÇÃO DO MÉRITO POR INÉPCIA DA INICIAL E IMPOSSIBILIDADE JURÍDICA DO PEDIDO - DECISÃO QUE NÃO É DE MÉRITO - AUSÊNCIA DE COISA JULGADA MATERIAL.

Inicialmente, cabe ressaltar que a presente ação rescisória é regida pelo CPC/2015. No entanto, mesmo sob a égide do CPC de 2015, a regra geral é que somente a "decisão de mérito", transitada em julgado, seja passível de ser desconstituída por meio de ação rescisória (art. 966, caput). No caso em análise, a decisão indicada como rescindenda extinguiu, sem resolução de mérito, a ação rescisória anterior, por inépcia da exordial e por impossibilidade jurídica do pedido. Portanto, a decisão em que tão somente a demanda matriz é extinta, por inépcia da inicial e impossibilidade jurídica do pedido não se trata de decisão de mérito, nos termos do artigo 487 e incisos do CPC/15. Ademais, a hipótese em análise não se enquadra na exceção contida no artigo 966, § 2º, do CPC/15, que autoriza a rescisão de decisões transitadas em julgado, ainda que não sejam de mérito. Note-se que o referido dispositivo prevê tão somente 2 (duas) exceções em que é cabível o ajuizamento de ação rescisória em face de decisões que não sejam de mérito: a) quando a decisão rescindenda impeça a propositura de nova demanda; ou b) quando a decisão rescindenda impeça a admissibilidade do recurso correspondente. Entretanto, no caso em questão, a decisão indicada como rescindenda tão somente extinguiu a ação rescisória anterior por inépcia da inicial e impossibilidade jurídica do pedido, nos termos do art. 267, I e VI do CPC/73, não se enquadrando em qualquer das hipóteses dispostas no § 2º do art. 966 do CPC/15. Em conclusão, não havendo decisão de mérito, não é possível, nos termos do artigo 966, caput , do CPC de 2015, a rescisão do julgado. Recurso ordinário conhecido e desprovido.
Disponível em: https://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1291604456/recurso-ordinario-trabalhista-ro-10030412020165020000

Informações relacionadas

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO ORDINARIO TRABALHISTA: RO 293-80.2016.5.11.0000

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciaano passado

Tribunal Superior do Trabalho TST: ROT 437-87.2019.5.06.0000

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciahá 8 meses

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Ação Rescisória: AR 012XXXX-75.2020.8.21.7000 RS

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 8 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST: ROT 100XXXX-93.2020.5.02.0000

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO ORDINARIO TRABALHISTA: RO 174-58.2017.5.12.0000