jusbrasil.com.br
27 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR 641-61.2012.5.01.0471

Tribunal Superior do Trabalho
há 9 meses

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

8ª Turma

Publicação

24/09/2021

Julgamento

22 de Setembro de 2021

Relator

Dora Maria Da Costa

Documentos anexos

Inteiro TeorTST_AIRR_6416120125010471_4c49d.pdf
Inteiro TeorTST_AIRR_6416120125010471_09158.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA. EXECUÇÃO. INEXIGIBILIDADE DO TÍTULO EXECUTIVO JUDICIAL.

No caso vertente, o Tribunal Regional refutou a tese de inexigibilidade do título executivo judicial e, por conseguinte, de aplicação do art. 884, § 5º, da CLT, consignando que a decisão firmada nos autos da ArgInc nº 0000208-15.2012.5.01.0000, por meio da qual o Órgão Especial do TRT da 1ª Região declarou a inconstitucionalidade do art. 68 da Lei Municipal nº 584/2000, não possui o condão de tornar inexigível o título executivo judicial transitado em julgado. Ademais, ressaltou que "apenas a declaração de inconstitucionalidade de lei ou ato normativo prolatados pelo Excelso Pretório - órgão que detém o controle concentrado, apto a afastar a aplicação do determinado dispositivo legal - enseja a inexigibilidade de título executivo judicial, nos termos do art. 884, § 5º da CLT". Nesse ínterim, a Corte de origem assentou que "não há falar em inexigibilidade do título executivo, porquanto o que foi decidido incidentalmente em outro processo não tem o condão de vincular as demais decisões prolatadas sobre a matéria" . Assim, o Regional concluiu que "a exigibilidade do título executivo formado nos autos não é atingida pelo controle de constitucionalidade exercido pelo Órgão Especial, em outro processo, eis que atuou de forma incidental, vinculando as partes em que arguida a inconstitucionalidade". Tendo em vista a proteção à coisa julgada, conforme claramente se extrai da decisão regional, o processamento do recurso de revista não se viabiliza pela indicada afronta aos dispositivos constitucionais invocados. Como se não bastasse, não há como divisar ofensa literal e direta aos dispositivos constitucionais indicados pelo executado , na medida em que o exame da decisão regional sob a perspectiva da tese de inexigibilidade do título judicial demandaria interpretação e alcance da legislação infraconstitucional (art. 884, § 5º, da CLT), o que não atende ao pressuposto de admissibilidade recursal previsto na Súmula nº 266 do TST e no § 2º do art. 896 da CLT. Julgados deste Tribunal Superior. Agravo de instrumento conhecido e não provido.
Disponível em: https://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1287252372/agravo-de-instrumento-em-recurso-de-revista-airr-6416120125010471

Informações relacionadas

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 10 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR 11861-97.2016.5.03.0103

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 9 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST: Ag 68100-56.2009.5.12.0026

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciaano passado

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR 73-12.2011.5.15.0044

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região
Jurisprudênciahá 10 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região TRT-1 - Embargos de Declaração: ED 00002081520125010000 RJ

Luan de Oliveira, Advogado
Modeloshá 11 meses

Exceção de Pré-Executividade embasada pela nova Lei do Superendividamento – Lei nº 14.181/2021