jusbrasil.com.br
17 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR XXXXX-32.2019.5.12.0023

Tribunal Superior do Trabalho
há 2 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

8ª Turma

Publicação

Julgamento

Relator

Dora Maria Da Costa
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA. RITO SUMARÍSSIMO.

1. CHAMAMENTO AO PROCESSO. CERCEAMENTO DE DEFESA. O Regional manteve o indeferimento do chamamento ao processo do Estado de Santa Catarina com o fundamento de que a hipótese seria de litisconsórcio facultativo. Consignou que a reclamada detém personalidade jurídica e patrimônio próprios para responder pelas obrigações trabalhistas e ademais, compete à parte demandante, quando do ajuizamento da ação, formar o polo passivo da lide, arcando com eventual omissão, não sendo cabível à reclamada ampliá-lo. Está ileso, portanto, o art. , XXXV e LV, da CF, porquanto, além de os referidos dispositivos não tratarem especificamente das questões processuais afetas à intervenção de terceiro e ao chamamento ao processo, não está caracterizado cerceamento de defesa, mas, sim, inconformismo da parte com o indeferimento de sua postulação.
2. RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DO ESTADO DE SANTA CATARINA PELO PAGAMENTO DAS VERBAS TRABALHISTAS. FACTUM PRINCIPIS. O Regional não analisou a questão da responsabilidade subsidiária, o que atrai o óbice da Súmula nº 297 do TST ao exame de contrariedade à Súmula nº 331 do TST. Observa-se, ademais, ter o Regional consignado que, na hipótese, não ocorreu o factum principis e que a previsão do art. 265 do CC não foi atendida. Não obstante, como os incisos XXXV e LV do artigo da Constituição Federal de 1988 versam apenas sobre garantias de ordem processual, nada estipulando sobre os requisitos para a caracterização do factum principis ou outra modalidade qualquer de força maior, além de não tratarem especificamente de responsabilidade solidária, não é possível concluir pela alegada violação a tais preceitos constitucionais, os quais permanecem ilesos.
3. JUSTIÇA GRATUITA. Como o Regional consignou não ter a recorrente demonstrado de forma cabal a impossibilidade de arcar com as custas processuais, tanto que as recolheu, e que, além de não haver prova, sequer é possível presumir sua situação deficitária, em razão dos fatos que culminaram na rescisão do contrato de gestão com o Estado de Santa Catarina, não é possível divisar contrariedade à Súmula nº 463 do TST, incidindo no caso o óbice da Súmula nº 126 do TST. Agravo de instrumento conhecido e não provido.
Disponível em: https://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1212839439/agravo-de-instrumento-em-recurso-de-revista-airr-8653220195120023

Informações relacionadas

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região
Peças Processuaishá 5 meses

Petição Inicial - TRT03 - Ação suas Contrarrazões ao Recurso de Revista Patronal - Ap - de Ajebras Industria e Comercio de Bebidas

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 5 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR XXXXX-42.2019.5.23.0009

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 5 meses

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR XXXXX-18.2020.5.12.0049

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR XXXXX-72.2018.5.12.0023

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Jurisprudênciaano passado

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL XXXXX-93.2017.8.19.0209