jusbrasil.com.br
8 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    TST - RECURSO DE REVISTA : RR 86 86/2007-121-04-00.2

    DANO MORAL. ACIDENTE DO TRABALHO. RISCO DA ATIVIDADE. AÇOUGUEIRO.

    Tribunal Superior do Trabalho
    há 7 anos
    Processo
    RR 86 86/2007-121-04-00.2
    Orgão Julgador
    5ª Turma,
    Publicação
    27/11/2009
    Julgamento
    18 de Novembro de 2009
    Relator
    Emmanoel Pereira
    Andamento do Processo

    Ementa

    DANO MORAL. ACIDENTE DO TRABALHO. RISCO DA ATIVIDADE. AÇOUGUEIRO.

    DEVER DE INDENIZAR O dever de indenizar decorre da teoria do risco da atividade. Se o ramo do negócio, por suas peculiaridades, constitui-se em risco elevado pela natureza da atividade, a responsabilidade decorre da exacerbação dos riscos a que estão submetidos os empregados, porque não é factível supor que o empregador exponha a integridade física do empregado a riscos, e não responda por eventual dano causado. Assim, tratando-se de açougueiro que teve a mão lesionada pelo manuseio de faca no exercício de suas atividades, e não sendo o caso de culpa exclusiva da vítima, resta indene de dúvida o dever de indenizar. Não conhecido. HONORÁRIOS DE ADVOGADO. RECLAMANTE ASSISTIDO POR ADVOGADO PARTICULAR. Por meio das Súmula nº 219, esta Corte firmou entendimento jurisprudencial segundo o qual a condenação em honorários de advogado, na Justiça do Trabalho, não decorre da mera sucumbência, estando a depender do preenchimento dos requisitos previstos na Lei nº 5.584/70. Recurso de revista conhecido e provido, no particular.

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.
    Disponível em: http://tst.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/5698322/recurso-de-revista-rr-86-86-2007-121-04-002

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)